Certificação

CertificacaoSbisCFM

 

Em 2002, a SBIS e o Conselho Federal de Medicina firmaram um convênio de cooperação técnica-científica para a definição do que é um Eletrônico do Paciente/Registro Eletrônico em Saúde (PEP/RES) no Brasil e quais os requisitos mínimos e obrigatórios para esse tipo de sistema. O grande motivador para isso foi a percepção de que a informação sobre a saúde dos pacientes não estava sendo armazenada de forma segura.

O Processo de Certificação SBIS-CFM destina-se, genericamente, a Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde (S-RES). A definição do que é um S-RES é bastante ampla e abrange qualquer sistema de informação que capture, armazene, apresente, transmita ou imprima informação identificada em saúde.

Dessa forma, a Certificação para Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde (S-RES) é um processo de auditoria em sistemas informatizados que armazenam informação identificada de saúde. Essa auditoria verifica se o sistema atende a 100% dos requisitos obrigatórios definidos no Manual da Certificação.

Para a definição dos requisitos, a SBIS realizou uma extensa revisão das experiências e projetos similares, bem como utilizou diversas normas e padrões nacionais e internacionais, de forma a garantir um alinhamento com as tendências e ainda plena adesão com a legislação nacional. Os fundamentos da maior parte dos requisitos são normas ISO internacionais.

A certificação de software SBIS-CFM tem por objetivo:

  • Aumentar a segurança da informação armazenada em sistemas de PEP/RES;
  • Criar os regulamentos e normativas para o suporte legal para eliminação do papel
    (prontuário eletrônico);
  • Melhorar a qualidade dos sistemas de informação em saúde no Brasil.

 

Veja mais sobre a certificação e eliminação do papel em instituições de saúde na cartilha sobre PEP da SBIS-CFM

Para certificar o seu sistema e obter o selo, leia os manuais e preencha a Ficha de Inscrição.

Veja todos os documentos e manuais da Certificação em "Documentos e Manuais".