X Ciclo de Seminários On-Line

 2019, mais uma vez a SBIS realiza o ciclo de seminários on-line que já está em sua 10ª edição.

As palestras são transmitidas ao vivo por webconferência. Para assistir a palestra ao vivo, basta clicar no "link para acesso on-line" presente no calendário abaixo. Você será direcionado à plataforma Webex, onde as palestras são transmitidas. Mas atenção, você só conseguirá acessar o evento, quando a transmissão for iniciada (por volta de 15 minutos antes do horário agendado).

Atenção: A ferramenta de webconferência possui um limite de 100 participantes. Garanta o seu lugar acessando a transmissão com antecedência.

 

Não pôde assistir à alguma das palestras ao vivo? Não se preocupe. As palestras são gravadas e disponibilizadas para os sócios da SBIS no Ambiente de Aprendizagem Virtual (AVA) da Diretoria de Educação. Se você ainda não é sócio da SBIS, clique aqui para tornar-se um.

 

Instruções para uso da Ferramenta Webex: Recomendamos fortemente que acesse o link de acesso ao webinar por meio de um desktop ou notebook utilizando o navegador Google Chrome. O acesso por meio de tablets ou smartphones ou utilizando outros navegadores pode apresentar erros de áudio e vídeo.

Após obter acesso à sala do webinar, caso esteja apresentando problemas de áudio, acesse no menu superior esquerdo: Communicate >> Integrated voice conferece >> Join Conference.

 

Adicione as palestras ao seu GoogleAgenda!

 

Calendário:


A digitalização de documentos em organizações de saúde e a Lei 13.787/18: cenários, práticas e certificação

 

Data: 04/02/2019

 

Horário: 20:00 às 21:30 (horário de Brasília)

 

Palestrantes:

Prof.Dr. Renato M.E. Sabbatini, PhD, FIAHSI. CPHIMS (CEO, Instituto Edumed)
Dra. Patrícia Peck, PhD (CEO, Patricia Peck Pinheiro Advogados)
Dr. Luiz Gustavo Kiatake, PhD (Presidente da SBIS)

 

Resumo da palestra: 

Recentemente, o Governo Federal promulgou a Lei 13.787, de 27 de dezembro de 2018, que, entre outras coisas, viabiliza a digitalização de documentos na área de saúde (escaneamento) e as regras de descarte dos documentos originais. Essa lei corrige o veto anterior à Lei 12.682/12, em seu Parágrafo 7, que fixava a equivalência jurídica entre documentos originais e digitalizados, mas que não permitia o descarte.  Com isso, abre-se uma enorme oportunidade para o progresso dos chamados sistemas GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos), e a eliminação quase total dos famigerados arquivos de legado em papel e filme do SAME (Serviço de Arquivo Médico e Estatística), com seus custos e dificuldades bem conhecidos. A Lei determina que para alcançar essa equivalência os documentos digitalizados devem ser assinados digitalmente com certificados digitais no padrão ICP Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas) e nenhum outro. O conceito moderno de PEP inclui necessariamente o GED integrado com um single logon e acesso via chave primária de identificação do paciente, mas ainda poucos fornecedores de soluções implementaram esse conceito ou têm produtos integrados PEP/GED. Nesta palestra analisaremos os possíveis cenários e práticas de implementação e operação consagrados nas mais modernas tecnologias de informática em saúde, a utilização dos certificados digitais, bem como a certificação de S-GEDs pela SBIS, que já tem requisitos para assinatura digital do GED, mas que poderá ser estendida para abranger também o fluxo de trabalho do GED, já que a Lei menciona essa possibilidade de certificação, que certamente será regulamentada. Serão discutidos também os aspectos e os impactos jurídicos e legais referentes à Lei para as organizações prestadoras e operadoras de serviços de saúde, e sua possível regulamentação.

 

Mini-currículo dos palestrantes: 

sabbatiniProf. Dr. Renato M.E. Sabbatini
É um dos maiores e mais respeitados especialistas em tecnologias de informação em saúde, estando ativo como pesquisador, professor e consultor há quase 50 anos nessa área. Foi professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, e depois fundador e diretor do Núcleo de Informática Biomédica, e coordenador da Área de Informática Médica e Bioestatística da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Foi um dos fundadores e presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) e um dos fundadores e vice-presidente do Instituto HL7 Brasil, e é Founding Fellow da International Academy of Health Sciences Informatics. Atualmente é professor adjunto e coordenador da área de informática em saúde e telessaúde da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, e fundador e presidente do Instituto Edumed. Entre seus campos de interesse está a segurança da informação em saúde, e é auditor líder certificado ISO-27.001 e vice relator do grupo GT4 de Segurança de Informação em Saúde da ABNT. Atua como consultor de certificação de sistemas de registro eletrônico de saúde e coordenador do Programa EduCert de educação e capacitação em certificação. É CEO da Sabbatini Consulting e da Webpraxis International. Home page: http://www,renato.sabbatini.com

  

patriciaDra. Patrícia Peck
Graduada em Direito pela Universidade de São Paulo, advogada especialista em Direito Digital, doutora pela Universidade de São Paulo, PhD em Direito Internacional e Propriedade Intelectual, pesquisadora convidada do Instituto Max Planck de Hamburgo e Munique e da Universidade de Columbia nos EUA. Professora convidada da Universidade de Coimbra em Portugal e da Universidade Central do Chile. Professora convidada de Cyber Segurança da Escola de Inteligência do Exército Brasileiro. Programadora desde os 13 anos, autodidata em Basic, Cobol, C++, Html. Advogada Mais Admirada em Propriedade Intelectual por 10 anos consecutivos de 2008 à 2018. Recebeu o prêmio Security Leaders em 2012 e 2015, a Nata dos Profissionais de Segurança da Informação em 2006 e 2008, o prêmio Excelência Acadêmica – Melhor Docente da Faculdade FIT Impacta em 2009 e 2010. Condecorada com 4 medalhas militares, sendo a Medalha da Ordem do Mérito da Justiça Militar em 2017, com a Medalha do Pacificador pelo Exército em 2009, Medalha Tamandaré pela Marinha em 2011, Medalha Ordem do Mérito Militar pelo Exército em 2012. Árbitra do Conselho Arbitral do Estado de São Paulo – CAESP, Vice-Presidente Jurídica da Associação Brasileira dos Profissionais e Empresas de Segurança da Informação – ASEGI e membro do Conselho de Ética da ABED. Professora e coordenadora da pós-graduação em Gestão da Inovação e Direito Digital da FIA. Autora de 22 livros de Direito Digital. Sócia Head de Direito Digital do escritório PG Advogados, sócia da empresa de educação Peck Sleiman Edu e Presidente do Instituto iStart de Ética Digital.

 

KiaLuís Gustavo Kiatake
É entusiasta do uso da tecnologia na saúde. Graduado e mestre em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP, foi professor na pós-graduação em Segurança da Informação do IPT, SENAC, Uniemp e Unifesp. É sócio-fundador da E-VAL Tecnologia e Saúde. Colaborador da ISO e membro da ABNT nos comitês de Segurança da Informação e de Informática em Saúde, da qual foi relator do Grupo de Segurança. É membro do HL7Brasil, IHE. Na Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) é colaborador no processo de Certificação de Software SBIS/CFM, representante no Comitê de Padronização do TISS (COPISS) da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), e presidente na gestão 2019/2020.

 

 

Link para acesso on-line: clique aqui. Caso a ferramenta solicite uma senha, informe ciclo2019.