Relato CBIS'2018

De 01 a 04 de outubro, a SBIS realizou o XVI Congresso Brasileiro de Informática em Saúde (CBIS’2018) em Fortaleza- Ceará, cujo tema central foi Saúde Digital para a Cidadania. O evento foi um grande sucesso, com mais de 550 inscritos, quase 300 trabalhos apresentados, com palestrantes nacionais e internacionais que discutiram os assuntos mais relevantes em Saúde Digital no Brasil e no mundo, tais como segurança da informação, big data, interoperabilidade e formação de recursos humanos.

O evento permitiu o compartilhamento de diferentes experiências e casos de sucesso, como, por exemplo, a iniciativa de Portugal de criar uma agência para construir o Registro Eletrônico de Saúde (RES) Nacional, tema amplamente debatido pelo Keynote Speaker Henrique Martins, presidente da Agência de Serviços Partilhados de Portugal.

 

Certamente, o grande destaque do evento foi o showcase de interoperabilidade. Pela primeira vez no CBIS, foi possível verificar que existe competência suficiente no país para que haja o compartilhamento de informação clínica entre diferentes sistemas nos diferentes níveis de atenção à saúde. O showcase contou com dois roteiros: verde e azul.

No roteiro azul, a troca de informações aconteceu em toda a trajetória de um paciente na rede, iniciando na atenção básica (eSUS-AB), passando pela atenção secundária (sistema SALUX), emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina USP (MV e Elsevier) e finalizando com uma internação no Hospital Sírio Libanês. Os dados do paciente ficaram armazenados na nuvem (DataRain e AWS) e compartilhados por meio da plataforma de interoperabilidade da Intersystems (Health Share), que permitiu que os dados fossem depositados em um repositório de dados clínicos, também desenvolvido pela Intersystems.

No roteiro verde, desenvolvido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), foi apresentado um exemplo de RES Nacional trabalhando com os padrões propostos pela Portaria 2073 do Ministério da Saúde, incluindo o openEHR. O HAOC ainda esteve presente no CBIS com um estande onde ofereceu, entre outras coisas, minicursos para o desenvolvimento de arquétipos e templates openEHR.

 

O evento encerrou-se com a premiação dos melhores trabalhos apresentados no evento, bem como o anúncio dos mais novos profissionais aprovados no exame cpTICS, que agora ingressam ao grupo de profissionais certificados em Tecnologia de Informação e Comunicação em Saúde. Parabéns aos profissionais Fábio Campelo Santos da Fonseca, Martinho Repullio Salvador, Diego da Silva Reis e Ítalo Macedo do Amaral Costa. O encerramento do evento ainda contou com o sorteio de um drone pela CSPAR Tech e de 10 livros pela Intersystems.

Após o encerramento do CBIS’2018, deu-se início à Assembleia da SBIS em que se elegeu a nova diretoria da SBIS, cujo novo presidente é Luis Gustavo Kiatake ao qual desejamos um enorme sucesso nessa gestão.

 

A SBIS agradece a todas as empresas e profissionais envolvidos no desenvolvimento do showcase de interoperabilidade, que demonstraram uma enorme competência. Agradece ainda a todos os palestrantes, apresentadores de trabalho, coordenadores, congressistas e patrocinadores.

A SBIS espera que cada vez mais essa sociedade possa ser o fórum que congrega todos os atores da saúde digital para o avanço dessa área no país.