SBIS - Sociedade Brasileira de Informática em Saúde - Showcase

Showcase de Interoperabilidade

O CBIS 2018 contará com um showcase inédito que mostrará os benefícios da saúde digital para o cidadão. Nele será possível acompanhar a jornada do paciente desde a atenção básica até o hospital, visualizando a troca de informações clínicas que irão proporcionar a continuidade da assistência de maneira adequada e eficaz.

Será um grande show de interoperabilidade reunindo diversas empresas fornecedoras, no qual as suas soluções para atenção básica, clínicas especializadas, serviços de apoio ao diagnóstico (incluindo imagens médicas), operadoras de planos de saúde e aplicativos móveis estarão todas interconectadas. Durante as demonstrações, o cidadão será capaz de acompanhar o seu caminho na rede, identificando o tráfego de seus dados entre os diversos serviços de saúde.

Além do caso de uso básico descrito adiante, teremos ainda um cenário em que o paciente é atendido pelo sistema privado, onde ocorrerá também a interoperabilidade com o sítio da operadora. Outro objetivo do CBIS 2018 é apoiar o projeto do RES Nacional, estabelecendo a troca dos documentos clínicos aprovados: Sumário de Alta Hospitalar e Registro doAtendimento.Além destes dois documentos clínicos, adicionaremos os resultados de exames e imagens médicas.
Sabemos que o desafio é grande e a SBIS apoiará tecnicamente as empresas que se dispuserem a participar desta jornada. Contamos com a sua participação! Esta é uma grande oportunidade para a sua empresa demonstrar sua capacidade de interoperar com a base do CNS e com os demais atores da cadeia da saúde.

 

showcase

 

Roteiro proposto:

 

1.Atendimento na UBS

a) Paciente atendido em uma UBS. Sistema que roda na UBS busca o número CNS do paciente no sítio nacional e busca no sítio do RES utilizado como piloto para o CBIS documentos clínicos disponíveis para este paciente.
b) O profissional de saúde que está atendendo o paciente seleciona os documentos clínicos que deseja visualizar. O sistema local da UBS exibe os documentos.
c) Paciente é atendido. Ao final do atendimento, o sistema da UBS gera um sumário do atendimento e encaminha eletronicamente para o sítio do RES do CBIS.
d) Neste atendimento na UBS o médico encaminha o paciente para uma cirurgia eletiva no hospital público da cidade fictícia do CBIS. Ainda no mesmo atendimento o médico solicita exames de sangue e imagens médicas.

 

2. Atendimento no Laboratório Clínico e de Imagens Médicas

e) Paciente ao chegar no laboratório clínico é identificado. O sistema do laboratório confirma o número CNS do paciente acessando a base nacional.
f) Exames são realizados e os resultados são postados na internet e enviados eletronicamente para o RES do paciente no sítio do RES do CBIS.

 

3.Atendimento no Hospital

g) Paciente ao chegar no hospital para a cirurgia eletiva é identificado. O sistema do hospital confirma o número CNS do paciente acessando a base nacional.
h) Paciente é submetido a cirurgia e recebe alta no tempo previsto. Na saída do hospital o sistema gera o sumário de alta hospitalar, entregando uma cópia ao paciente e outra eletrônica para a base nacional do RES do CBIS.
i) Paciente é encaminhado para retornar à UBS de origem.

 

4.Atendimento na UBS

j) Paciente retorna à UBS. Sistema que roda na UBS busca o número CNS do paciente, e busca nos sítios nacional e do RES do CBIS seus documentos clínicos disponíveis. Dentre os documentos disponíveis estão os exames laboratoriais e de imagens e o sumário de alta hospitalar.
k) O profissional de saúde que está atendendo o paciente seleciona os documentos clínicos que deseja visualizar. O sistema local da UBS exibe os documentos.
l) Paciente é atendido. Ao final do atendimento, o sistema da UBS gera um sumário do atendimento e encaminha eletronicamente para o sítio do RES do CBIS.